Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2017

Food for your thoughts

Imagem
Food for your thoughts
Compreendo esta onda de contestação generalizada ao induzimento despudorado para o consumo de determinados suplementos alimentares, sem qualquer tipo de restrição ou controlo.
Eu próprio me sinto indignado, como farmacêutico e naturopata.
Não vou obviamente referir marcas mas é só ligar a televisão ou navegar na internet para ficarmos avassalados com a infindável quantidade de anúncios recomendando suplementos com minerais, plantas e vitaminas, e os seus efeitos “milagrosos”.
Cuidado!
Estou de acordo com os médicos e farmacêuticos que se insurgem contra esta evidente falta de ética e regulamentação. Obviamente a toma de suplementos alimentares deve ser aconselhada por profissionais competentes e usados temporariamente para corrigir determinados desequilíbrios. Tal e qual os medicamentos alopáticos, químicos, de síntese, prescritos pelos médicos.
A fitoterapia, ou se preferirmos, a ciência que estuda o uso de plantas medicinais, teve a sua génese na simples obse…

Charlatanices

Imagem
Charlatanices

O homem está sempre mais descontente com os outros quando se acha menos contente consigo próprio.”, Henri Amiel
Primeiro – Durante uma semana tive o privilégio de fruir tempo de qualidade com os meus filhos aqui em casa. Estou plenamente satisfeito por ter constatado que, por sua própria iniciativa, optaram quase exclusivamente pelas brincadeiras ao ar livre - voltas de bicicleta, skate, patins, minigolfe, piscina, escondidinhas ou simplesmente falar com os amiguinhos no mundo exterior. Não os vi na internet a não ser para editarem e publicarem os vídeos das suas brincadeiras.
SegundoI hate haters!
Tradução – Estou farto de malta que, por ignorância, por fel, por ressabiamento ou sabe-se lá por que frustrações que trazem agarradas ao âmago do seu Ser, decidem opinar, julgar, difamar e, em última instância, perturbar o sossego de quem está a tentar estar de bem com a vida.
Entre o dogma, de um lado, e o ceticismo, do outro, ainda há um terceiro caminho – uma mente abe…