Naturopatia esotérica

Naturopatia esotérica



"No mundo há muitas palavras mas poucos ecos."

Goethe


Olá a todos!

Durante largos meses tenho andado afastado dos blogs mas não fugi [nem nada que se pareça] da escrita.

Desde pequenino que ouço dizer que um homem só é Homem quando planta uma árvore, faz um filho e escreve um livro…

Bom… Estou prestes a fechar mais um ciclo…

Portanto, mais adiante… Certamente ouvirão falar da minha novela esotérica.

Durante meses, andei então, afastado deste pedacinho de céu que é o blog, para me dedicar a uma escrita mais dura, exigente, rebuscada e intrincada. Com enredo. Com princípio, meio e fim.
Com o romance praticamente terminado, aproveito estes parcos minutos para vos deixar [mais] uma nota importante daquilo que pude aprender ao longo destes anos:

- Estou a tirar [mais] uma pós-graduação - Acupuntura Integrativa. É denominada de integrativa porque o objetivo supremo é INTEGRAR os saberes milenares dos princípios da Medicina Tradicional Chinesa aos cento e cinquenta anos [aproximadamente] da tecnologia médica moderna, pomposamente designada de alopática.

[A outra chama-se… simplesmente… alternativa porque se afasta [ou é afastada] dos cânones, do paradigma, que moldam o atual sistema de saúde... Embora com milénios de resultados comprovados].

Quinzenalmente, somos desafiados a encontrar estudos científicos, publicações, em revistas com robustos fatores de impacto, a comprovar a eficácia dos tratamentos de acupuntura. Todos alegando “sem conflitos de interesses” – o que faz todo o sentido... pois poderiam estar sub-repticiamente a ser patrocinados por uma poderosa megacorporação multinacional de agulhas e moxas. [Perdoem-me o óbvio apontamento sarcástico…]

Assim, é com enorme desapontamento, que, nas discussões e conclusões dos ensaios, aparece, invariavelmente, a nota: “mais estudos serão necessários realizar, para comprovar a eficácia deste método”.

Frustrante, não é?

Como podem, afinal, 100 voluntários de agulhas, competir contra as dezenas de milhares de um estudo para determinada molécula de síntese… Patrocinados?

Do meu ponto de vista, até porque sou acérrimo defensor da inclusão da medicina natural no moderno sistema de saúde dos hospitais, considero que não deveria haver esta excessiva inquietação em tentar demonstrar, preto no branco, os resultados espetacularmente positivos das terapias energéticas, em publicações de referência.

Simplesmente funcionam. Pronto!

Ponto!

Além do mais, as patologias mais severas surgem inexoravelmente depois de se verificar o afastamento entre o Homem e a Natureza. Entre o Homem e a sua Natureza…

A tal máquina da felicidade…

Essa quimera...

Os tratamentos de cariz energético passam por compromisso, por continuidade, por trabalho interno, por vontade, por fé. Por tomar a decisão de dar um passo atrás para depois dar dois à frente, no futuro.

Já assisti a curas fantásticas, a acontecerem diante de mim, só por se dizer as palavras certas na altura certa. Só por tocar nos pontos certos com os dedos… Só por mudar um hábito alimentar… Só por querer mudar...

Tal como eu [admito…], que estou à procura de algo, sugiro que todos façamos o mesmo exercício de sair da caixa e procurar por aquilo que verdadeiramente nos move.

Porque a felicidade não vai ser encontrada no pináculo da tecnologia, antes nas coisas simples e belas da vida.

Todavia, lamento… Mas… É um caminho que todos teremos [irrevogavelmente] de percorrer …


Step out of the box,


Ricardo Novais

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Charlatanices

Laboratório de probióticos

O silêncio do ser